Toponímia

Toponímia de Lagoa da Prata.

Por tratar-se de feição característica do município de Lagoa da Prata, nota-se que o nome dado à cidade vem de encontro a sua geomorfologia e, por conseguinte sua hidrografia. Observamos inúmeras lagoas perenes, bem como, áreas concentradoras de águas temporárias, onde praticamente todas as drenagens localizadas na bacia do rio do Jacaré em alguma altura de seus cursos apresentam áreas rebaixadas, brejeiras, o que também é percebido na calha do rio São Francisco.

A origem do topônimo Lagoa da Prata, segundo IGA (1991), provêm do Brasil colônia a partir da concessão da patente de Alferes a Antônio Joaquim da Silva pela Companhia de Ordenança do Distrito do Pântano em 1805, termo de cessão da Vila de São Bento do Tamanduá.

São Carlos do Pântano foi conhecida como Povoado de Santo Antônio do Monte até 1923, posteriormente foi erigida a distrito com nova denominação, Lagoa da Prata.

Em 1938 elevou-se o distrito em município e a sede em cidade. Em 1962 houve a criação do distrito de Martins Guimarães a sudeste da municipalidade.

A utilização do topônimo – Lagoa da Prata, segundo moradores e alfarrábios, deve-se a antigos missionários, que assim a denominaram graças aos reflexos dos raios solares incidindo nos lagos na territorialidade, paisagem marcante do município.

Fonte: Valadão, R. C. & Landau, E. C. 2003. Análise Integrada do Meio Ambiente – Lagoa da Prata, MG. CD-ROM, Belo Horizonte, UFMG / PMLP.