Decidido, a Heineken vai ser instalada em Passos, Sul de Minas Gerais

O governador Romeu Zema participou, nesta quarta-feira (27/4), em Passos, no Sul de Minas, do anúncio da instalação da fábrica da cervejaria Heineken no município. A nova unidade, que receberá investimentos da ordem de R$ 1,8 bilhão, vai gerar 350 empregos diretos e 11 mil indiretos.
 
O início das operações da 15ª unidade do grupo no Brasil está previsto para 2025, com a produção das marcas puro malte Heineken e Amstel e capacidade produtiva anual de mais de 5 milhões de hectolitros. A fábrica será a unidade mais sustentável da companhia no país, sendo 100% abastecida por fontes de energia renovável.
Durante pronunciamento, Zema explicou que o anúncio de hoje é fruto de um trabalho iniciado há 40 meses com avanços em diversas áreas, como na educação, saúde, segurança pública, simplificação de processos e atração de investimentos.
 
“Tenho certeza que o presidente da Heineken não quer investir em um estado sem mão de obra capacitada e sem segurança jurídica. O que fizemos neste período foi criar condições de avançar nesse ambiente propício ao desenvolvimento, atração de investimentos e geração de empregos”, afirmou.
 
Após os entraves que inviabilizaram a instalação da cervejaria em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o governador disse que toda a equipe do governo esteve envolvida para garantir a permanência da empresa em Minas Gerais.
 
“Deixei claro que o Estado faria de tudo que estivesse ao alcance para que a cervejaria se instalasse em Minas”, afirmou.
 
Definição
Segundo os representantes da empresa, a escolha de Passos se deve à disponibilidade hídrica, desenvolvimento socioeconômico e facilidade logística para o abastecimento do estado de Minas Gerais e da região Sudeste.
Inicialmente, a fábrica seria implantada em Pedro Leopoldo, conforme anunciado pela companhia no final de 2020. Após enfrentar embargos, já que o terreno que abrigaria a unidade fica próximo às cavidades da Lapa Vermelha, área onde foi encontrado o fóssil humano mais antigo das Américas, a Heineken desistiu da instalação da fábrica no município.
 
Foi aberto um novo processo de seleção para a escolha da cidade que iria receber a nova planta da cervejaria, que recebeu a inscrição de cerca de 300 municípios. Três cidades foram selecionadas como “finalistas”: Passos, Uberaba e Uberlândia. Após nova rodada de análise de cada uma das finalistas, a empresa optou por se instalar em Passos.
 
Reconhecimento
O CEO Heineken Brasil, Maurício Giamellaro, agradeceu o governador e afirmou que toda sua equipe não mediu esforços para que a cervejaria virasse o jogo, com ganhos para a população mineira.
 
“Desde o início a Heineken sempre acreditou que o estado de Minas merecia e merece uma cervejaria do porte da Heineken. Tivemos um apoio muito grande do governo. Gestão pública é extremamente importante. Às vezes, a gente minimiza a importância do poder público na geração de empregos e na atração da iniciativa privada, mas eu represento a iniciativa privada e posso dizer para vocês da seriedade com que esse processo foi conduzido”, revelou.
 
Atração de investimentos
Minas Gerais desponta no cenário de desenvolvimento econômico como o estado onde mais se empreende no Brasil. Os avanços nas políticas públicas criadas pelo Governo de Minas simplificam a vida de quem gera emprego e renda no estado como também criam um ambiente amigável para o empreendedor, fomentando negócios e alavancando o crescimento econômico nos municípios mineiros.
 
O resultado dessa iniciativa já é notável, contabilizando R$ 211,7 bilhões em atração de investimentos desde o início da atual gestão, em 2019, até agora. O valor histórico se refere a 341 projetos (de implantação e/ou expansão de negócios) prospectados pelo sistema econômico do Governo do Estado em 123 municípios mineiros e também acena para a criação de mais de 114 mil empregos diretos.
 
Com a chegada dos investimentos, as ações executadas pelo Governo de Minas atraíram investimentos em setores como mineração, siderurgia, energias, elétrico e eletrônicos, bebidas, embalagens, alimentos, serviços, empreendimentos imobiliários, automotivo e autopeças.
 
Dos mais de R$ 211 bilhões de investimentos privados atraídos, o Sul de Minas foi responsável por R$ 6 bilhões, com a criação de mais de 19 mil empregos diretos em 93 projetos em 15 municípios. Além da Heineken, Passos também atraiu uma planta da Ipiranga Agroindustrial, com investimento previsto de R$ 402 milhões geração de 200 empregos diretos.
 
Heineken no Brasil
A Heineken já possui 14 fábricas e 25 Centros de Distribuições no país, com a geração de mais de 13 mil empregos diretos. A empresa fabrica e comercializa as marcas Heineken, Sol, Kaiser, Bavária, Lagonitas, Bavaria Premium, Bavária 0,0%, Xingu, Amstel, Kirin Ichiban, Schin, No Grau, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Cintra e Glacial.
Em junho de 2017, a Heineken adquiriu a empresa Brasil Kirin, tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas, com aproximadamente 20% do mercado.
 
Fonte e Foto: Agência Minas

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Escreva um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Copias desativadas.