Antes de construir às margens da rodovia consulte o DNIT

“Antes de construir às margens da rodovia consulte o DNIT”

Você já viu esta placa por ai? Acredito que sim. E devido a esta lei, uma obra realizada pela prefeitura de Lagoa da Prata não pode ser terminada com chave de ouro!

Depois de muitos anos, sofrendo na poeira, o progressista distrito de Martins Guimarães está prestes a receber em festa a Inauguração oficial da rodovia de acesso! Foram 2700 metros de asfalto!

Segundo o Jornalista Vilmar Pereira, já foi sinalizado pela prefeitura que esta rodovia local teria o nome de Dirceu Pereira de Araújo. Uma merecida homenagem a este grande comunicador!

Mas vamos ao que interessa, o que tem a ver esta frase que inicia a matéria…

Um pequeno trecho de 15 metros, no entroncamento da Rodovia Lagoa da Prata a Santo Antônio do Monte (MG 429) a estrada local de acesso ao distrito de Martins Guimarães tem um trecho de terra com muita poeira. Este pequeno trecho pertence faixa de domínio do estado e a prefeitura não pode mexer!

Uma pena! E eu que pensava que era apenas informar ao DNIT e as coisas se resolviam. Se resolvem, mas demora! A conhecida burocracia que promove demora e problemas!

A poeira acabou, mas não toda por enquanto! Vamos aguardar o estado tomar providências! E tomara que não demore tanto quanto o Asfalto Lagoa da Prata a Luz que durou décadas de espera.

Ah, já tem quebra molas na nova rodovia!


A prefeitura foi consultada e enviou a seguinte nota:

“Esse trecho de 15 metros se refere à faixa de domínio do DER. A Prefeitura não pode mexer nessa faixa. Já foi solicitado junto ao DER a construção do trevo. O Estado que vai construir, vai projetar o trevo de acesso com acostamento e utilizar dessa faixa para fazer ligação da rodovia no trecho asfalto pela administração.”

 

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Um comentário em “Antes de construir às margens da rodovia consulte o DNIT

  • Pingback:Maria Silva Feire

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *