Lagoa da Prata tem professora finalista no Prêmio Educador Nota 10

Lagoa da Prata tem professora finalista no Prêmio Educador Nota 10
Adircilene Lerilda Batista e Silva

História – 1º ao 5º ano / Anos Iniciais – Ensino Fundamental
Congo Mirim – Muito além da Fé
EM Monteiro Lobato
Lagoa da Prata, MG

Adircilene escolheu um tema que abarca a presença africana no Brasil no contexto da escravidão. Seu projeto valoriza patrimônios materiais e imateriais da festa do Congado, parte da história da vida cultural de Lagoa da Prata, em Minas Gerais. Essa manifestação decorre do contato entre culturas: afro-brasileira e portuguesa. A professora teve o compromisso de integrar a escola à história da localidade, com estudos sobre as tradições da festa e organização dos alunos para integrarem um “terno mirim”. Também foi trabalhada a relação com os povos africanos, o embate entre as Cortes de Moçambique e do Congo e a localização desses países hoje em dia. A professora diversificou procedimentos de estudos, levando as turmas a pesquisarem de diferentes modos: visualizando vídeos, fazendo entrevistas com congadeiros e observações em saídas de campo. Os alunos visitaram as igrejas referentes aos santos do Congado, montaram maquetes e participaram da festa com seus estandartes.

Ao todo foram escolhidos 50 projetos, da Educação Infantil ao Ensino Médio, incluindo EJA – Educação de Jovens e Adultos, realizados em escolas públicas e privadas de 17 estados Minas Gerais, julho de 2019 – O Prêmio Educador Nota 10, maior e mais importante prêmio da Educação Básica Brasileira, já tem seus 50 finalistas. A lista, revelada no último sábado (6), conta com um projeto de Lagoa da Prata (MG). Adircilene Lerilda Batista e Silva, da EM Monteiro Lobato, está na disputa pelo título da 22ª edição. Foram quase cinco mil projetos inscritos, que passaram pelo olhar criterioso da Academia de Selecionadores no último mês. Os trabalhos contaram com a avaliação dos Selecionadores – grandes especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país, orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas. Além da leitura dos cases, foram realizadas entrevistas com os educadores e solicitados materiais para a comprovação dos avanços de aprendizagem dos estudantes em suas escolas.

Entre os projetos selecionados, 11 são de Língua Portuguesa, seis de Matemática, seis de Educação Infantil, quatro de História, quatro de Artes, quatro de Educação Física, três de Geografia, três de Língua Estrangeira, três trabalhos conduzidos por diretores e dois de Gestão. Sociologia, Biologia, Ciências e Filosofia, tiveram selecionados um trabalho cada. Por ciclo educacional, são 16 do Ensino Fundamental 1, 12 do Ensino Fundamental 2, 11 do Ensino Médio e seis da Educação Infantil. A região do país melhor representada entre os finalistas é a Sudeste, com 26 projetos (18 de São Paulo, seis do Rio de Janeiro, um de Minas Gerais e um do Espírito Santo), seguida pelo Sul e pelo Nordeste.

Fonte: premioeducadornota10.org

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *