Homem é detido e recebe multa de 37 mil reais por manter animais silvestres em cativeiro

Em atendimento a uma denúncia anônima de manutenção de aves em cativeiro sem autorização, compareceram na Rua Manaus, bairro Marília, município de Lagoa da Prata, uma guarnição da Policia Militar Ambiental, onde constataram que o proprietário, Sr. M.T.L, mantinha preso em um viveiro, 02 (dois) Periquitos Cabeça de Coco, aves da fauna silvestre brasileira.

Perguntado, o autor respondeu não possuir registro junto ao órgão ambiental competente. O Periquito Cabeça de Coco é uma ave da ordem dos Psittaciformes, família Psittacidae, contida no anexo II da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção.

Diante do exposto, O Sr. M.T.L foi autuado administrativamente no valor de R$37.009,96, conforme Auto de Infração de n° 85415/2019, sendo as aves apreendidas e levadas para a sede do 3° Gp Mamb de Lagoa da Prata, para avaliação de Médico Veterinário e posterior soltura. O autor foi preso em flagrante, sendo conduzido ileso e ciente de seus direitos constitucionais até a Delegacia de Polícia de Lagoa da Prata, onde foi lavrado TCO.

MATERIAIS APREENDIDOS:*
02 Periquitos Cabeça de Coco e 01 Viveiro

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *