Tarifa de esgoto teve reajuste – entenda o caso

Tarifa de esgoto teve reajuste – entenda o caso.

Entenda porque a tarifa de esgoto sofreu reajuste:

A ETE – ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS – DE LAGOA DA PRATA JÁ ESTÁ FUNCIONANDO

O QUE ISSO TRARÁ DE BENEFÍCIOS PARA A CIDADE?

POR QUE FOI PRECISO INSTALAR A ETE NO MUNICÍPIO?

ISSO VAI MUDAR ALGUMA COISA EM NOSSAS VIDAS?

VAMOS RESPONDER, DE FORMA SIMPLES E RESUMIDA, ESTAS E OUTRAS PERGUNTAS QUE CONSTANTEMENTE CHEGAM ATÉ NÓS.

VAMOS ÁS RESPOSTAS:

– Com o funcionamento da ETE, todo o esgoto doméstico, comercial e industrial de Lagoa da Prata passou a ser tratado. Assim, não se despeja mais esgoto nos córregos Chico Silveira, Chico Messias e Chico Félix, na Lagoa Verde e, consequentemente, no Rio Jacaré e no Rio São Francisco, com ganhos na saúde, meio ambiente e qualidade de vida.

– A instalação da ETE é uma exigência do Governo Federal para todos os municípios do Brasil. Lagoa da Prata saiu na frente e é um dos primeiros municípios de Minas Gerais a cumprir a exigência.

– Nós, mas principalmente nossos filhos e as próximas gerações seremos altamente beneficiados, pois a natureza está pedindo socorro e não podemos continuar poluindo-a e empurrando para o futuro a solução para um problema que é nosso. A crise de falta d’água está aí para mostrar que devemos tomar atitudes positivas agora. Antes que seja tarde.

MAIS PERGUNTAS E MAIS RESPOSTAS

POR QUE A CONTA VEIO ALTA ESTE MÊS?

– Um serviço novo foi acrescentado à conta: o tratamento do esgoto e isto implica aumento de custos.

QUE AUMENTO DE CUSTOS É ESTE?

– Para a ETE funcionar, teremos que contratar mais de vinte novos funcionários, há um gasto enorme de energia, pois todo o sistema é elétrico, sabemos que a energia subiu muito nos últimos meses, há ainda o custo com a manutenção de todo o sistema em funcionamento.

Como consumidor, porque tenho que pagar por este serviço?

– Cada cidadão que é beneficiado tem o compromisso de contribuir com o novo benefício que é rateado entre todos.

SE É UMA OBRA DO GOVERNO FEDERAL, POR QUE O GOVERNO FEDERAL NÃO BANCA?

– O governo Federal entrou com a construção da obra, no valor de trinta e dois milhões e meio de reais, a manutenção é do município.

SE É DO MUNICÍPIO POR QUE ESTOU PAGANDO E NÃO A PREFEITURA?

– Cada cidadão que é diretamente beneficiado com o funcionamento da ETE é também o responsável direto pelo descarte do esgoto na rede, pois cada cidadão produz o seu esgoto. O cidadão paga pelo que ele gera de esgoto.

EU NÃO PEDI E NEM QUERIA A ETE, POR QUE DEVO PAGAR?

– Como já respondemos anteriormente, esta é uma exigência do Governo Federal, para despoluição de rios e córregos, que terá consequência imediata na diminuição de doenças, na melhoria do meio ambiente, que se refletirá, de forma positiva, diretamente em nós e nas próximas gerações.

COMO EU FAÇO PARA PAGAR MENOS?

– O custo do esgoto está ligado ao gasto de água. Quanto mais se gasta água, mais se paga de esgoto, pois quase toda água gasta em uma residência retorna à natureza em forma de esgoto.

MAS SE PAGO A TARIFA MÍNIMA COMO FAÇO?

O Saae contratou uma empresa especializada para fazer um estudo para que possa ser cobrado o valor real da água. A empresa foi contratada em Março, mas como o estudo é complexo (levando em conta cada consumidor) ainda não foi finalizado. Juntamente ao estudo, será elaborado também um projeto de lei para ser votado na Câmara, que deve autorizar a cobrança do consumo real.Como a ETE já começou a funcionar, caso o projeto for aprovado dependerá de casa consumidor fazer sua economia.

COMO SE CHEGOU A ESTE VALOR PARA O AUMENTO?

– Aqui é preciso que se esclareça mais uma vez: não houve aumento. Houve um acréscimo de um novo serviço que não tinha; o tratamento do esgoto. A água não sofreu nenhum acréscimo, basta verificar na conta. A cobrança que se processa é por um novo serviço. Quanto ao percentual, foi levado em conta o número de funcionários, o custo de manutenção, o gasto com energia e demais despesas necessárias ao funcionamento da ETE.

Fonte: Comunicação Prefeitura de Lagoa da Prata.

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *