Simbolo de Lagoa da Prata

Símbolo do Município – Formalidade Legal

Em 30 de setembro de 1972, foi encaminhado pelo poder executivo à Câmara Municipal um projeto de lei instituindo os símbolos municipais criados pelo genial Fulton Miranda, onde foi explicada a tradução do que deles consta, da forma que se expõe.

O Brasão é composto da seguinte maneira:

I – Dois triângulos equiláteros sobrepostos ao contrário formando uma estrela de 6 pontas;

II – O Triângulo anterior tem o vértice virado para baixo;

III – Nas três pontas da da estrela formadas pelo triângulo anterior, de cor verde, há o seguinte: um martelo seguro por uma mão direita; ambos de cor branca; na direita, duas chaminés de fábrica, surgindo sobre dois telhados. As chaminés e os telhados são de cor preta e as fumaças são de cor branca: na de baixo uma tocha acesa. A tocha será branca e a chama vermelha;

IV – No triângulo posterior, há uma moldura amarela, onde se lê TRABALHO (à esquerda), PROGRESSO (à direita), FÉ (em baixo). Estas palavras na cor vermelha ficarão no centro de cada lado da moldura;

V – No centro uma paisagem da Lagoa da Prata, mostrando uma parte da Lagoa, na cor azul, com quatro coqueiros menores de folhas verdes; a seguir, uma montanha cinza e sobre esta, o céu azul com núvens brancas;

VI – Sobre a estrela vem uma coroa de ouro encravejada de rubis, com uma cruz sobreposta, ladeada por dois florões; em baixo, no lado esquerdo tem um ramo de café e ao lado direito uma cana de açúcar;

VII – Sob a estrela vem uma faixa com pontas dobradas, parecendo partes destas. Na ponta esquerda estará 27 – 12 e na ponta direita o número 1938. A faixa terá os dizeres: “Lagoa da Prata – Minas Gerais”, na cor preta.

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *