O pai da criança

O pai da criança

Eu não mais me surpreendo com demagogias. As promessas falsas estão tão comuns que se tornam banais. Frases prontas e conhecidas a parte, época de eleição a gente fica mais pasmado ainda. Vote em mim!!!

Citando um feliz comentário de um vereador de Lagoa da Prata, escreverei sobre o assunto que leva o titulo da matéria.

“Voceis tem que parar de falá eu fiz e sim falá nois feis!”

Todo projeto precisa da maioria mais um para a sua aprovação. As vezes duas votações alternadas. Quem é então o pai da criança? O povo que pede? O vereador que apresenta? Os vereadores que aprovam? Os grupos interessados? A platéia que pressiona os votos? O povo que paga os impostos que fornece o dinheiro usado para a realização dos projetos? Todos tem “co-paternidade”? Precisa fazer DNA?

Mas eu fiz isso, mas eu fiz aquilo, mas o que eu fiz foi mais importante, o meu foi melhor para a comunidade, mas eu acho que o bairro tal estava precisando, por isso eu fiz… Afinal quem é o pai da criança, ou quem são os pais da criança? Nesta época aparece muitas menções a projetos aprovados, e que deram certo. Parabéns para quem fez, ou para os que fizeram. Com interesse ou não nenhuma criança fica órfã no meio político, todas tem um pai ou vários. Os projetos os mais diversos alguns úteis, alguns inúteis, alguns estranhamente apresentados por um vereador e votado contra por ele mesmo. Uns corretos outros inconstitucionais,. Ah vou voltar atrás, pois fui mal orientado, ou vou voltar atrás porque fui bem orientado.

Meu Deus, como parece ser difícil participar da política. Parece ser uma caixinha de surpresas agradáveis para uns e desagradáveis para outros.

Para os novos candidatos, sorte e desejo que façam um trabalho merecedor, e que com este trabalho tentem a reeleição, e que se não fizerem nada, que saiam e não voltem. Vão com Deus!!! Para os futuros eleitos fica a pergunta; Será que conseguirão ser um bom vereador? Será que serão pai de alguma criança? Será que esta criança será alguém na vida?

Se eleito eu serei o pai da melhor criança que nasceu nesta cidade, vocês podem confiar! Muitos pais tiveram seus filhos abortados pela pouca votação. Alguns participam das eleições para atrapalhar, outros para completar números, uns são candidatos porque tem licença e ficam alguns meses sem trabalho. Todos estão preparados para serem pais?

Vamos trabalhar, vamos escolher os melhores para nossa cidade. Vamos evitar escolher maus padrastos!

Bom, das brigas ninguém é pai.

Depois da apuração das eleições, a gente acorda no outro dia, vai ao banheiro, faz xixi e esqueceu tudo! E passamos 4 anos reclamando. Todos nós somos pais das crianças que serão os vereadores, e prefeitos das nossas localidades. Exerça seu direito “pátrio”. Faça o melhor!

Robson Moraes Almeida

Robson Moraes

Robson Moraes Almeida, Farmacêutico, Bioquimico, Retratista e Editor do Lagoa da Prata Ponto Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *